As melhores técnicas e práticas para operações de içamento, segundo as Normas nacionais e internacionais.

Justificativa
Com o aumento da demanda por serviços de içamento de cargas e consequentemente por mão-de-obra especializada para as atividades relacionadas, torna-se necessário formar profissionais capazes de atender com eficácia esta demanda. Caso contrário, aumenta-se o risco das operações, o que é totalmente indesejável.

A quem se destina
Todos os envolvidos direta ou indiretamente nas operações de içamento e movimentação de cargas com guindastes telescópicos terrestres: gerentes operacionais, engenheiros, técnicos, orçamentistas, projetistas, operadores de guindastes, supervisores, engenheiros e técnicos de segurança.

Objetivo
Proporcionar ao aluno conhecimentos fundamentais sobre as etapas essenciais da leitura, elaboração, contratação, recebimento e fiscalização de planos de rigging para operações com um guindaste telescópico, em terra, de cargas usuais.

Coordenação e Professores
A coordenação técnica do curso é feita pelo engenheiro Leonardo Roncetti, com mestrado e doutorando em operações de içamentos pela COPPE-UFRJ. Todos nossos professores são engenheiros civis ou mecânicos com pós-graduação em engenharia e com vasta experiência na área de içamento.

 

Resumo do Programa

 

• Definições, normas e referências bibliográficas.

• Unidades de medida.

• Tipos de guindastes.

• Partes e componentes dos guindastes telescópicos.

• Conceitos fundamentais de amarração e içamento de cargas.

• Determinação do peso e centro de gravidade.

• Cabos de aço para eslingas: tipos, características e especificações.

• Acessórios para eslingas.

• Eslingas de cabo de aço: Dimensionamento para os casos mais utilizados.

• Eslingas de cintas: Dimensionamento e utilização.

• Balancins.

• Especificação e utilização correta dos acessórios.

• Dimensionamento do moitão e passada de cabos

• Planejamento próximo a redes elétricas.

• Utilização das tabelas de carga do guindaste.

• Composição da carga para içamento.

• Planejamento do apoio do guindaste sobre o solo, próximo a muros e taludes.

• Cálculo da força transmitida ao solo pelas patolas.

• Orientação quanto aos estudos de solo.

• Efeito do vento no guindaste e na carga.

• Configuração do guindaste.

• Planejamento do içamento com 1 guindaste telescópico.

• Checklist para o plano de rigging.

• Checklist para a memória de cálculo do plano de rigging.

• Inovações tecnológicas para elaboração dos projetos de içamento.

• Exercícios de aplicação.

.

São utilizadas nas aulas simulações em maquetes eletrônicas 3D, com operações realistas dos guindastes, cargas, obstáculos, veículos e outros. O material didático é 100% a cores e de alta qualidade.

 

Algumas turmas do curso